Leishmaniose Canina

Leishmaniose Canina

Você já ouviu falar em Leishmaniose Canina?

Trata-se de uma zoonose transmitida pelo protozoário Leishmania infantum (sim, o nome é feio mesmo!), que se aloja, sobretudo, na medula óssea, nos gânglios linfáticos, no baço, no fígado e na pele. Esse protozoário é transmitido aos cães, gatos e ao homem, pela picada de fêmeas do Mosquito Palha ou Birigui, insetos que apresentam cor amarela clara e que vivem nos refúgios de animais, habitações, caixotes de lixo, jardins, matas, etc. Esses danadinhos inconvenientes alimentam-se de sangue, preferencialmente ao final do dia.

Os cães que vivem sempre no exterior ou na maior parte do tempo fora de casa, raças exóticas, raças de pelo curto e os animais com idade igual ou superior a 2 anos correm maior risco de serem infectados.O período de incubação (ou seja, o tempo para o protozoário se reproduzir e induzir os primeiros sinais clínicos da doença), varia de 1 a 2 meses ou até anos e os sinais clínicos mais frequentes são: aumento dos gânglios linfáticos, crescimento exagerado das unhas, perda de pelo, feridas e descamação da pele, emagrecimento, atrofia muscular, sangramento nasal, anemia, alterações dos rins, fígado e articulações, entre outros.

No entanto, a Leishmaniose canina apresenta diferentes sinais clínicos e diversos graus de gravidade, podendo estar associada a outras doenças concomitantes..O diagnóstico é essencialmente clínico e confirmado por análises laboratoriais de sangue, biópsia de pele ou punção dos gânglios aumentados. Apenas com esses exames é possível avaliar o estado geral do animal e, em casos confirmados da doença, o tratamento indicado pelo veterinário deve ser rigorosamente seguido. Como forma de prevenção a recomendação principal é o uso de repelentes (seja spray, em pó ou coleiras). Em área endêmicas, ou seja, onde a doença apresenta muitos casos, a vacinação é uma ótima forma de prevenção!.Infelizmente a Leishmaniose Canina ainda não tem cura! No entanto é possível controlar a evolução da doença e remissão dos sinais clínicos.

Prevenção é melhor remédio! Cuido do seu amigo, faça acompanhamentos regulares com o seu veterinário! Saúde e qualidade de vida…. seu peludo agradece!


WhatsApp chat